Press "Enter" to skip to content

GOVERNO CANCELA RECURSOS PARA MOBILIDADE URBANA

Gostou? Compartilhe!

Texto de Thales Veiga

Mesmo com a crescente necessidade por transporte público de melhor qualidade nas grandes cidades, o governo federal cancelou recursos de cerca de 15 bilhões de reais que seriam destinados a 55 obras de mobilidade em todo o país. Dentre elas, estão corredores de ônibus, linhas de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e Metrô em capitais e cidades médias e grandes em 17 estados brasileiros.

As obras estavam inclusas no PAC Mobilidade e receberiam recursos do FGTS e do Orçamento Geral da União, que seriam repassados aos governos estaduais e municipais para a conclusão das obras.

A justificativa do governo para o cancelamento, assinada pelo ministro das cidades Alexandre Baldy, é de que os gestores locais não cumpriram os prazos estabelecidos ou os projetos foram modificados. Cita ainda a crise econômica e a necessidade de realocação de recursos para retirar os projetos da lista dos contemplados pelo orçamento federal.

Dentre as obras que não mais receberão recursos da União, estão a expansão dos VLTs de Maceió, João Pessoa e Salvador, que contemplaria toda sua região metropolitana. Também perderam verbas os sistemas de metrô de Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, onde, neste último, os recursos seriam destinados para a construção da Linha 3, entre Niterói e São Gonçalo, os dois maiores municípios do estado depois da capital.

Com informações: Diário do Transporte

Leia mais:

O DILEMA DE UM PAÍS SEM TRENS DE PASSAGEIROS

NA RUSSIA, UMA CLÍNICA SOBRE RODAS ATENDE O INTERIOR

MOÇAMBIQUE IRÁ INVESTIR 200 MILHÕES DE DÓLARES NA MODERNIZAÇÃO DE SUAS FERROVIAS

RIO DE JANEIRO TEM O PIOR TRANSPORTE DO BRASIL, MOSTRA ESTUDO

INDEFINIÇÃO DO GOVERNO FEDERAL IMPEDE RETOMADA DOS TRENS DE PASSAGEIROS NO PAÍS


Gostou? Compartilhe!

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *