O DIREITÃO DE ALCKMIN COMEÇA A FAZER ÁGUA

Imagem: Tijolaço
Gostou? Compartilhe!

Os partidos que compõem o chamado “centrão”, na verdade um “direitão”, tão logo anunciaram seu apoio a Alckmin, já começaram a se morder.

Segundo o Blog do Esmael, o primeiro problema surgiu com Josué de Alencar (PR), filho do vice presidente de Lula durante dois mandatos, o empresário José de Alencar.

Por meio de nota, Josué, que está fora do país a trabalho, afirmou que “quando retornar ao país tomará uma decisão”.

Também Paulinho da Força (SD) se rebelou sob o pretexto de que o ex-governador de São Paulo não aceita negociar a posição do centrão sobre pontos da reforma trabalhista, como a extinção do imposto sindical. Paulinho ameaça reabrir conversa com o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), o que daria força a candidatura de Ciro.

Quanto a Josué, ele já recebeu proposta para ser vice de Fernando Pimentel (PT) em Minas Gerais, assim como, também foi cotado para vice de Ciro Gomes (PDT).

Leia a íntegra da nota oficial:

NOTA

Em viagem de trabalho ao Exterior, tomei conhecimento da decisão do Partido da República (PR), ao qual sou filiado, de, juntamente com o DEM, PP, PRB e Solidariedade, apoiar a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República, sugerindo o meu nome como possível vice da chapa. Relembro o meu saudoso pai, que dizia que o importante na chapa é quem a encabeça. E acrescentava: “Vice não manda nada e deve evitar atrapalhar”.

De minha parte, creio firmemente que uma coligação deva estar baseada em programas e ideias que projetem os rumos a serem seguidos pelo Brasil. Recebi com responsabilidade essa possível indicação. Agradeço a confiança que as lideranças depositam em meu nome. No meu retorno, procurarei inteirar-me dos encaminhamentos feitos pelos partidos, para que possa tomar uma decisão.

Josué Christiano Gomes da Silva

Com informações: Blog do Esmael


Gostou? Compartilhe!