REVIRAVOLTA: JOSUÉ DIZ NÃO A ALCKMIN E CAUSA TERROR NO NINHO TUCANO-CENTRÃO

Gostou? Compartilhe!

Por essa ninguém esperava. Josué Alencar (PR) recusa ser vice de Alckmin. O empresário mineiro, considerado o vice ideal pelo “centrão”, recuou de suas pretensões ao ver que iria compor chapa com  Geraldo Alckmin. Josué, filho do falecido ex-vice-presidente José Alencar, sempre foi reticente quanto ao assunto, mas havia topado compor chapa com Ciro Gomes (PDT), que sempre o desejou.

Entretanto, com Alckmin foi diferente. Depois de pressões de correligionários, Josué prometeu pensar mais sobre se aliar ao tucano, porém a falta de afinidade ideológica e os sucessivos escandalos de corrupção no ninho tucado parecem afastar o mineiro. Josué é próximo a Fernando Pimental, do PT mineiro, e tal fato também pode ter pesado.

O fato estremeceu a ala do centrão pró-Alckmin, que já sofrem com o péssimo desempenho eleitoral do tucano paulista até aqui.  A reviravolta pode favorecer Ciro, que já esteve prestes a receber apoio de alguns partidos do bloco. O que pesa contra Ciro é a pouca disposição do pedetista em fazer balcão de negócios com cargos do futuro governo. Relatos dizem que com Alckmin, até a Funasa já havia sido loteada em caso de vitória do PSDB.

Com informações Folha de S. Paulo

Painel

A primeira conversa de Josué Alencar (PR-MG) com Geraldo Alckmin (PSDB) foi uma ducha de água fria para o tucano. Ao contrário do que se esperava, o empresário mineiro mostrou-se reticente a abraçar a vaga de vice-presidente.

Josué, primeiro, disse que achava que achava que somaria pouco à campanha do tucano, pois ele já conta com um bom cabo eleitoral em Minas, segundo o empresário, o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que vai disputar o governo local. Depois, emendou que preferia deixar Alckmin “à vontade” para escolher um outro nome, informam Thais Arbex e Daniela Lima.

Diante de apelos do tucano e do cacique do PR, Valdemar Costa Neto, que o indicou ao posto, Josué disse que iria consultar a família e pensar sobre o assunto.

Josué já havia externado raciocínio semelhante a integrantes do centrão. Os partidos que compõem o bloco capitaneado por PP e DEM, ao qual o PR se somou, receberam a informação com espanto e trabalham para amenizar o quadro e convencer o empresário a ficar com a vaga.

Josué é filho do ex-vice-presidente José Alencar, que subiu a rampa do Palácio do Planalto ao lado de Lula, em 2003 e 2007. O vínculo afetivo de sua família com o petista é um dos entraves à parceria com Alckmin. O partido de Lula sempre lembra o empresário da parceria histórica entre sua família e o PT.


Gostou? Compartilhe!