ECONOMISTA ANDRE PERFEITO AFIRMA QUE PROPOSTA DE CIRO SOBRE SPC É POSSÍVEL

Gostou? Compartilhe!

O economista André Perfeito (que ficou mais conhecido após a participação de Ciro Gomes no roda viva de junho, como “o representante da plutocracia”, nos termos em que ele próprio brincou), publicou em sua página, após o Debate da Band, uma análise sobre a proposta de Ciro de ajudar 63 milhões de pessoas a tirarem seus nomes do SPC. O assunto realmente tem dado o que falar.

Com a palavra o economista:

Sobre o perdão de dívidas um breve comentário sobre o fetiche da liquidez.

Perdoar dívidas como objetivo macroeconômico não é algo inédito, já foi feito em alguns lugares (estou procurando as fontes mas se não me engano já aconteceu nos EUA com cartão de crédito até certa faixa).

O mecanismo no Brasil seria até simples: os bancos devem tributos ao governo, seria apenas questão de negociar esse débito em favor a população de maneira direta. Como essas dívidas ficam enroladas na justiça por anos seria uma forma de quita-las. A questão sempre é o valor do desconto do principal e ver os efeitos nos balanços dos bancos. Pode ser bom negócio para os bancos também, afinal se persistir o baixo crescimento boa parte dessa dívida pode se tornar impagável.

E para quem anda ironizando dizendo que isso é um risco moral etcetera e tal vale lembrar que o expediente de perdoar e negociar dívida é usado à larga neste país com empresas, basta ver as toneladas de REFIS que são feitos em especial pelo atual governo.

O que é inédito seria o uso disso para a população em geral.

O que os liberais não entendem é que não existe “dinheiro em si”, o fetiche da liquidez sugere que é possível agarrar o dinheiro e este continuar valendo. Dinheiro só “vale” se circula, caso contrário é como água parada: fica podre.


Gostou? Compartilhe!