Press "Enter" to skip to content

Extrema direita alemã cria site para alunos denunciarem professores

Gostou? Compartilhe!

O partido populista de direita Alternativa para a Alemanha (Alternative für Deutschland – AfD) está sendo duramente criticado por causa de uma plataforma online que permite a estudantes denunciarem professores que expressam opiniões políticas em sala de aula.

A plataforma online permite que estudantes de Hamburgo denunciem de forma anônima quem se expressou contra o partido populista de direita. Iniciativa é criticada como estímulo ao denuncismo.

A filial do partido em Hamburgo, no norte da Alemanha, lançou em setembro um site chamado “Escolas Neutras”, no qual os alunos podem fazer queixas anônimas sobre professores que não sejam politicamente neutros e que estejam criticando o partido.

Segundo a imprensa alemã, a AfD quer abrir o mesmo site em nove outros estados, incluindo a Baviera, Brandemburgo, Baden-Württemberg e Saxônia.

Associações de professores e políticos criticaram a iniciativa. “Eles estão organizando o denuncismo. Isso são tijolos na construção do totalitarismo”, disse o governador de Baden-Württemberg, Winfried Kretschmann.

Associações e sindicatos de professores também criticaram a AfD. “Os professores têm razão de estarem com medo. Essa é uma evolução assustadora”, disse Ilka Hoffmann, da diretoria do sindicato GEW.

O presidente da Associação de Professores Alemães, Heinz-Peter Meidinger, afirmou que se trata de “uma tentativa de intimidar professores” e de “estimular o denuncismo”.

O deputado Bernd Baumann, da AfD, afirmou que o site “não tem nada que ver com denuncismo.” Segundo ele, o partido recolheu evidências de que professores se sentem forçados a expressar suas posições sobre a AfD e que pintam imagens duras do partido, como sendo “radical, desumano e frio”.

Ele afirmou que a “maioria dos jornalistas é de esquerda”, e que entre os professores “não deve ser diferente”.

______________

Texto original: Deutsche Welle


Gostou? Compartilhe!

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *