PIB menor leva a corte nos investimentos, que reduzem o PIB

Fuga de Capitais
Gostou? Compartilhe!

Com informações Monitor Digital

Governo bloqueia quase R$ 30 bilhões de despesas do Orçamento.

A redução na previsão oficial de crescimento da economia neste ano, de 2,5% para 2,2%, levou a equipe econômica a bloquear R$ 29,792 bilhões de despesas não obrigatórias do Orçamento Geral da União de 2019.

De acordo com o Ministério da Economia, o corte é necessário para que o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) cumpra a meta de déficit primário de R$ 139 bilhões estipulada para 2019. O déficit primário é o resultado negativo das contas do governo sem considerar o pagamento dos juros da dívida pública.

A decisão mantém o país no ciclo vicioso que vem jogando a economia para baixo desde 2015: cortes nos investimentos, que resultam em queda da produção, levando a novo corte e assim sucessivamente.

A distribuição dos cortes será definida por decreto de programação orçamentária que será editado até o dia 29. O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues Júnior, não adiantou se haverá corte de emendas parlamentares.

O bloqueio no orçamento foi influenciado pela estimativa de diminuição das receitas deste ano no total de R$ 29,740 bilhões, apesar de ter sido quebrado em fevereiro o recorde de arrecadação para o mês. As principais reduções estimadas pela equipe econômica foram: receitas administradas (impostos e contribuições), que devem cair R$ 11,160 bilhões; arrecadação da Previdência, com previsão de queda de R$ 6,730 bilhões; e exploração de recursos naturais, devido ao preço do barril de petróleo e do dólar, com expectativa menor em R$ 11,615 bilhões.

Por outro lado, houve aumento na previsão de receitas com concessões e permissões (R$ 1,292 bilhão), apesar de excluídas as receitas estimadas em R$ 12,2 bilhões com a privatização da Eletrobras. “A retirada das receitas associadas à privatização da Eletrobras foi feita por um princípio prudencial”, disse Rodrigues Júnior.


Gostou? Compartilhe!