Irritado, MBL exalta protestos “além da esquerda” e ataca Bolsonaro

Gostou? Compartilhe!

Um dos articuladores do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, o Movimento Brasil Livre (MBL) criticou o “papo de balbúrdia” do ministro da Educação, Abraham Weintraub, e afirmou que a esquerda fez “a maior manifestação em anos”.

“O resultado [dos cortes na educação] é esse. A esquerda não tem isso de militância, mas fizeram a maior manifestação em anos mesmo sem imposto sindical, patrocínio a MST, etc. O governo não pode continuar errando na política como está fazendo hoje”, diz uma publicação no Twitter.

O MBL afirma também que os cortes no Ministério da Educação (MEC) “atingem bolsonaristas, petistas e quem não se interessa por política”. Por isso, argumenta o movimento, “cada passo de um governo tem que ser explicado para todos”.

Por fim, afirma que o Bolsonaro chamou de “idiotas” também antipetistas, os jogando no “colo da esquerda”.

Com informações VEJA


Gostou? Compartilhe!