Mães, Pais e Responsáveis de Alunos na linha de frente nos protestos contra Bolsonaro e seu corte na Educação

Gostou? Compartilhe!

RIO — Entoando palavras de ordem como “não vai ter corte, vai ter luta” e “Uh, sai do chão quem defende a educação”, cerca de 800 pais, alunos e professores do Pedro II , Cefet, IFRJ e dos Colégios de Aplicação da Uerj e da UFRJ protestam na manhã desta segunda-feira em frente ao Colégio Militar, na Tijuca, Zona Norte do Rio, onde o presidente Jair Bolsonaro participa de lançamento de selo e medalha comemorativa pelos 130 anos da instituição. O trecho da rua São Francisco Xavier em frente ao colégio está fechado ao trânsito.

Os estudantes protestam contra os cortes de mais de 30% nas verbas destinadas aos institutos e universidades federais, anunciados na semana passada. Organizado pelos grêmios estudantis dos colégios, o ato tinha mais de 3 mil confirmações em sua página no Facebook.

Mãe de uma aluna do Colégio Pedro II do Humaitá, Maryana Queiroz veio apoiar a manifestação dos alunos.

— Nós e outros responsáveis viemos nos unir aos estudantes pra dar apoio na mobilização que é toda deles. É potente. Eles estão organizados, mantendo o controle.

Com informações O Globo


Gostou? Compartilhe!