Banco Central Inglês pede o fim do uso padrão dólar no mundo

Gostou? Compartilhe!


O chefe do Banco da Inglaterra (BoE) alerta para o papel “desestabilizador” do dólar americano. na economia mundial e insta a substituir essa “moeda hegemônica”.

O gestor do BoE – Banco Central do Reino Unido – Mark Carney, destacou que o domínio do dólar sobre o sistema financeiro global aumentou os riscos de uma armadilha de liquidez de taxas de juros ultra baixas e crescimento fraco e sugeriu a substituição do dólar Americano por uma alternativa digital global.

Carney lançou sua proposta em um discurso proferido sexta-feira na reunião de banqueiros centrais de todo o mundo, realizada na cidade de Jackson Hole, no estado de Wyoming (oeste dos EUA).

De acordo com o banqueiro britânico, uma moeda digital “poderia amortecer a influência dominante do dólar americano no comércio mundial” e reduzir o spread a outras economias dos “choques” americanos, graças a uma menor sincronização dos ciclos financeiro e comercial.

(Uma moeda digital) pode amortecer a influência dominante do dólar americano no comércio mundial ”, diz o governador do Banco da Inglaterra, Mark Carney.

A influência do dólar nas condições financeiras globais também pode diminuir se uma arquitetura financeira for desenvolvida em torno da nova moeda digital e, assim, a dominância do dólar nos mercados de crédito mudará. Ao reduzir a influência dos EUA no ciclo financeiro global, isso ajudaria a reduzir a volatilidade dos fluxos de capital para as economias emergentes do mercado.

Explicou.

O banqueiro britânico exortou seus colegas a criar sua própria moeda digital coordenada por uma rede de bancos centrais. Para Carney, essa moeda teria potencial suficiente para deslocar o dólar como a moeda “hegemônica” no comércio internacional.

Certamente, um sistema tão novo quanto o proposto pelo banqueiro causaria o fim da hegemonia dos EUA e efetivamente encerraria o sistema financeiro global baseado no dólar, reduzindo drasticamente a influência dos EUA. no mundo multipolar.

A confiança no dólar estadunidense continua em declínio, porque Washington usa o dólar para realizar chantagens políticas, econômicas e financeiras, de modo que, de acordo com um artigo publicado no jornal austríaco Contra Magazin em junho, muitos países aderiram à chamada ‘corrida do ouro’, cujos bancos centrais estão aumentando suas reservas de ouro a uma taxa sem precedentes para reduzir sua dependência do dólar.

Alguns analistas alertam que até o final de 2019 o dólar poderá sofrer uma queda de até 30% de seu valor, cenário que seria o “pior pesadelo” para os Estados Unidos.

Texto: Hispantv

Com informações Geonoticias


Gostou? Compartilhe!