OPINIÃO – Queima Controlada

Gostou? Compartilhe!

São Paulo inicia uma “queima controlada” da população mais pobre.

Uma forma de evitar incêndios florestais durante grandes estiagens é adotar uma técnica preventiva, na qual se queimam controladamente pequenas partes da vegetação seca até que toda a palha se transforme em cinzas e o risco de que áreas maiores se incendeiem se torne muito pequeno.

Depois das manifestações no Chile, o economista Eduardo Moreira alertou para uma possível consequência disso no Brasil: a adoção de medidas preventivas, por parte dos governantes, para que o mesmo não ocorresse aqui.

O povo mais pobre e mais afetado pelas ações e inações do Estado que estão levando o Brasil a um empobrecimento somente comparável, na América Latina, ao da Venezuela, parece estar sendo identificado como palha seca nestes tempos de grande estiagem. Na madrugada de 1° de dezembro a Polícia Militar de estado de São Paulo deu uma demonstração trágica de poder e deixou 9 mortos. O relato das vítimas é respaldado por vídeos que não deixam dúvidas dos excessos da PM, cuja versão é cheia de velhos, conhecidos e improváveis argumentos.

A impunidade confirmará que o Estado tem dolo neste crime. Caso isso se repita de forma parecida em outros estados, poderemos imaginar uma ação a nível nacional, com inspiração possivelmente internacional.
De qualquer forma, o recado está dado: por quase nada, haverá mortes. Se houver manifestações, serão muitas.

André Mendes
Engenheiro


Gostou? Compartilhe!