A DERROTA DE GUAIDÓ: VENEZUELA DEVE RECEBER 68 BILHÕES EM INVESTIMENTOS EM 2020.

Gostou? Compartilhe!


O líder da oposição, o autoproclamado presidente Juan Guaidó, está cada vez mais longe de consolidar seu golpe e derrubar Maduro do que quando iniciou o plano e ganhou apoio internacional de alguns países, como EUA e Brasil, isso por que o verdadeiro e legitimo presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, está prestes a receber um mega investimento em seu país, o que pode conduzir a uma grande retomada a economia venezuelana.

O presidente Nicolás Maduro adotou uma pequena medida que ajudou a devolver a estabilidade. Parece simples, mas, ao permitir que os dólares fluíssem livremente e que a iniciativa privada florescesse nos últimos meses, Maduro parece ter dado nova vida a economia do país, mas isso não é tudo, com apoio da Rússia e China, Maduro, teve reuniões com investidores não só desses países, como de um grande fundo de investimentos, a nova abordagem incluiu conversas secretas que Maduro teve com detentores de cerca de US$ 60 bilhões de dólares em títulos, alguns deles norte-americanos, oferecendo-se para atrelá-los a uma petroleira estrangeira que receberia os direitos sobre os campos de petróleo como forma de recuperar a dívida, o que despertou não só interesse, como a confiança desses investidores em fazer os investimentos necessários a recuperação da economia venezuelana, faltam apenas pequenos detalhes para que Maduro concretize a anuncie o investimento, que pode trazer a Venezuela de volta aos trilhos.

Investidores russos e chineses estão interessados em áreas como de tecnologia, infraestrutura, turismo, alimentos e petróleo.

Em 2019, o país recebeu grandes investimentos das gigantes chinesas da área de tecnologia, como a Huawei, ZTE e outras empresas chinesas e russas para aumentar as capacidades de todo o sistema de comunicações do país no seu plano de internet G5.

Além disso, investidores turcos, árabes e asiáticos puxados pelos aliados de Caracas estão prontos pra fazer investimentos de até 500 milhões, na área alimentícia, como a abertura de fábricas de enlatados e pescados, a área turística do caribe venezuelano deverá ganhar 4 resorts de investidores russos, que poderá fazer investimentos de 1 bilhão e geração 2 mil novas vagas de empregos.


Segundo a TV estatal venezuelana, liga árabe deve enviar representantes ao país, com interesses em iniciar um investimento de compra de terras férteis para a produção de grãos e criação de gado, para diminuir a dependência das compras desses produtos, que hoje são comprados de países como Brasil, Argentina e EUA.

Nicolas Maduro conseguiu recentemente um grande reforço para acabar com a importação de remédios, com o anuncio da instalação de uma empresa cubana de remédios em duas universidades venezuelanas, a empresa terá investimentos direto do governo chinês, russo e turco, o que deverá acabar a dependência venezuelana de importação de remédios para tratamentos, como câncer, diabetes, problemas cardíacos e hipertensão.

É cedo para dizer, mas aos poucos Maduro vai abrindo caminho para o renascimento da economia venezuelana, diversificando segmentos importantes, recebendo novos investimentos e sem a eterna dependência da PDVSA e derivados de petróleo.

Texto: Pedro Oliveira com base na reportagem de Patricia Laya e Alex Vasquez do Bloomberg e Portal de notícias Uol
Edição: Ana Fernandes
Informações: Portal de notícias Uol, Bloomberg e Telesur

Com informações Noticiário Político Nacional


Gostou? Compartilhe!