MORTES CAUSADAS POR CORONAVÍRUS É MAIOR QUE O NÚMERO DE MORTES POR VIOLÊNCIA

SP - CEMITERIO DA VILA FORMOSA COVID 19 - GERAL - - - - CEMITERIO DA VILA FORMOSA COVID 19 - Vista das covas do cemitério da Vila Formosa na zona leste de . 02/04/2020 - Foto: MARCELLO ZAMBRANA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Gostou? Compartilhe!

O novo coronavírus colocou fim a mais um argumento dos bolsonaristas, é comum vermos muitos seguidores de Bolsonaro falarem que a violência mata mais que a covid-19, com base nesse discurso nossa equipe se debruçou sobre os dados da pandemia e da violência no Brasil e constatou que o não é verdade e que o argumento não se sustenta diante dos números.

Os dados das secretárias de segurança pública de todo o país e do ministério da justiça e segurança pública mostra que em 2019 o Brasil registrou 41.635 por mortes violentas. Os dados levam em conta as vítimas de homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

Com base nesses dados é possível afirmar que a violência foi um dos principais motivos de morte no Brasil em 2019, o que sustentaria em tese o argumento bolsonarista de que a violência mata mais que o novo coronavírus, mas não é verdade e mostraremos e desconstruiremos esse argumentos ao longo dessa reportagem.

Dados oficiais do ministério da saúde revela que até 12/06/2020 o país registrou 41.901 mortes pelo novo coronavírus em pouco mais de 100 dias de pandemia no país, isso por si só já supera em 266 mortes o número de vítimas de mortes violentas no país em 2019.

De acordo com o ministério da justiça e segurança pública, houve 7.743 mortes violentas no Brasil no primeiro bimestre de 2020. Levando em consideração os mesmos 60 dias o Brasil havia de fato menos mortes por coronavírus do que a violência, pois no dia 24/04/2020 exatos 60 dias após o registro do primeiro caso, o país registrava 3.670 mortes por coronavírus.

Se fizermos uma comparação com a média de homicídios baseada nos primeiros 60 dias do ano, teremos uma média de 129 homicídios por dia até a data de 12/06/2020, ou seja estaríamos falando hipoteticamente de 21.164 mortes violentas, que é praticamente a metade dos 41.901 mortes por coronavírus, pra ser mais exato o vírus matou 20.736 pessoas a mais que a violência. Para se ter uma ideia a média de mortes por coronavírus no Brasil é de 391 mortes por dia, mais de 3 vezes a média de mortes violentas registradas no Brasil, segundo os cálculos de nossa equipe.

Em outro cenário nossa equipe analisou o segundo maior motivo de morte violenta no país, o transito no Brasil ainda é um dos que mais se registra morte no mundo e mesmo assim ele não foi páreo quando comparado ao coronavírus.

Nossa equipe constatou que o número de óbitos no Brasil foi de 5.332 mortes no trânsito em 2019, número quase 8 vezes menor que o número de mortes por coronavírus. Portanto não se sustenta o argumento de que a violência mata mais que o coronavírus.

Ainda que somássemos o número de mortes por acidentes de trânsito e homicídios no Brasil chegaríamos a um número estarrecedor de 46.967 mortes violentas em todo o ano de 2019, ou seja, até o próximo final de semana o Brasil deverá ter chegado pelo menos a 48 mil mortes por coronavírus, ultrapassando o número de mortes violentas no país em todos os cenários.

Por fim concluo dizendo que os argumentos bolsonaristas não resiste a uma pequena análise dos dados apresentados e que a realidade apresentada por Bolsonaro não condiz com a realidade dos fatos, contudo vale ressaltar que nossa equipe sequer analisou o número de mortes por causas respiratórias para não constatar o óbvio, que no Brasil os números oficiais do ministério da saúde registra um extrema sub-notificação e que o país já pode ter ultrapassado 200 mil mortos por coronavírus.


Gostou? Compartilhe!