Crivella em xeque

Gostou? Compartilhe!

Por Paulo Baía

A pesquisa do Ibope divulgada no dia 02/10, é o marco zero para uma nova série histórica até o dia 15/11.

Essa pesquisa não pode ser comparada a nenhuma outra, é inaugural. Eduardo Paes está muito bem citado, com 27%, em primeiro lugar isolado. Em um segundo patamar situam-se Crivella com 12%, Martha Rocha com 8% e Benedita da Silva com 7%.

Não é uma surpresa a colocação de Eduardo Paes, Marcelo Crivella e Benedita da Silva entre os melhores colocados.

Paes, Crivella e Benedita são muito conhecidos na cidade do Rio de Janeiro, já ocuparam cargos majoritários e passaram por muitas eleições vitoriosas nos últimos 20 anos.

Marcelo Crivella, Eduardo Paes e Benedita da Silva, por suas longas vidas públicas e eleitorais, têm também os maiores índices de rejeição, Crivella com 57% , Paes 32% e Benedita 24%.

Eduardo Paes transita com facilidade em um segmento eleitoral de maior escolaridade e renda, já Crivella é bem avaliado em segmentos mais pobres e religiosos da população.

Benedita da Silva tem uma base evangélica fidelizada e inserções na classe média universitária.

A efetiva surpresa dessa pesquisa do Ibope é a excelente colocação da deputada e delegada de polícia Martha Rocha, em terceiro lugar com 8%, e com baixo índice de rejeição, também de 8%.

Martha é uma deputada estadual em segundo mandato, não foi uma campeã de votos, ficando na faixa de 50 mil votos para Alerj, e é sua primeira campanha em eleição majoritária na cidade do Rio de Janeiro.

Martha tem uma exitosa carreira como servidora pública estadual na Policia Civil do Estado do RJ, foi chefe da instituição sem problemas de imagem junto à imprensa e à opinião pública.

Tem viés de alta em todos os segmentos do eleitorado carioca, com elevado potencial de crescimento se não cometer erros de campanha.

Outra surpresa é a colocação de Ciro Garcia do PSTU com 3% de indicações, na frente de Renata Souza do PSOL que aparece com 2%.

Ciro Garcia é um sindicalista e militante histórico de esquerda na cidade e foi deputado federal como suplente nos anos de 1992 e 1993.

As demais candidaturas situam-se na faixa estatística de zero a 2%, sem aparente competitividade, no que classifico como patamar da insignificância eleitoral.

Segue a relação dos candidatos pela ordem de preferência captada pela pesquisa Ibope divulgada em 02/10/2020.

Eduardo Paes (DEM): 27%
Crivella (Republicanos): 12%
Martha Rocha (PDT): 8%
Benedita da Silva (PT): 7%
Cyro Garcia (PSTU): 3%
Bandeira de Mello (Rede): 2%
Clarissa Garotinho (Pros): 2%
Renata Souza (PSOL): 2%
Luiz Lima (PSL): 1%
Suêd Haidar (PMB): 1%
Nenhum/branco/nulo: 28%
Não sabe/Não respondeu: 7%
Fred Luz (Novo), Glória Heloiza (PSC), Henrique Simonard (PCO) e Paulo Messina (MDB) tiveram menos de 1%

Autor do Artigo: Paulo Baía- Sociólogo e cientista político


Gostou? Compartilhe!