O ex-delegado da polícia federal e ex-deputado federal Protógenes Queiroz crítica em vídeo às urnas eletrônicas

Gostou? Compartilhe!

Protógenes Queiroz foi delegado da polícia federal e comandou entre outras operações, a Operação Satiagraha, que investigou desvios de verbas públicas, crimes contra o sistema financeiro, corrupção e lavagem de dinheiro. Essa operação ganha repercussão nacional em 2008 ao prender o banqueiro Daniel Dantas e o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta.

Após essa repercussão, foi aberto pela polícia federal um inquérito contra Protógenes, fazendo com que fosse afastado das suas funções. Logo após o afastamento, ele se filia ao Partido Socialista do Brasil (PCdoB) em 2009 e em 2010 se tornou deputado federal por São Paulo. Em 2014 ao não conseguir a reeleição e por estar correndo risco de vida no Brasil, pede asilo politico na Suíça.

De seu asilo político, Protógenes grava um vídeo (que está logo abaixo), onde explica que para ele que era reconhecido nacionalmente e recebeu mais noventa mil votos em 2010, o resultado da eleição de 2014 foi muito menor que o esperado. A partir desse resultado inexplicável em 2014 e da análise do seu mapa eleitoral, ele chega a conclusão de que há fraudes nas urnas eletrônicas, que só podem ser superadas com uma reforma no sistema eleitoral.

Com informações Paraíso Brasil


Gostou? Compartilhe!