Dívida dos EUA pode ser 7 vezes maior que número oficial

Gostou? Compartilhe!

Débito reconhecido é de US$ 30 trilhões.

A dívida nacional dos Estados Unidos provavelmente é muito maior do que Washington admite, e o País não tem chance de sair de seu atual buraco, disse o investidor norte-americano Jim Rogers.

A dívida dos EUA ultrapassou US$ 30 trilhões pela primeira vez na história no mês passado, “mas há dezenas de trilhões a mais de dívida fora do balanço”, disse Rogers à emissora russa RT. O investidor disse que acha que a carga real da dívida é sete vezes o valor oficial.

Caro Leitor, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo.  Precisamos de sua contribuição para manter nosso jornalismo honesto e independente. Se você puder contribuir com qualquer valor que não te fará falta, nós agradecemos. A Chave PIX Agencia MBrasil é agenciabrasilmaior@gmail.com

Rogers disse acreditar que a estratégia dos EUA agora é sentar e esperar até que a próxima geração tenha que lidar com o problema da dívida. “Não é um bom momento para ser um jovem americano”, disse o investidor, que preside a Beeland Interests, Inc. Ele foi cofundador do Quantum Fund e do Soros Fund Management.

A dívida oficial bruta ultrapassou a marca de US$ 30 trilhões em 1º de fevereiro. O aumento de US$ 7 trilhões foi impulsionado pelo dinheiro gasto pelo Tesouro norte-americano para combater a pandemia.

Em janeiro de 2020, portanto antes de a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarar oficialmente a pandemia, o Escritório do Orçamento do Congresso havia previsto que a dívida nacional bruta chegaria a US$ 30 trilhões até o final de 2025.

Com informações Monitor Mercantil


Gostou? Compartilhe!